Janelas ao Sul – 2014

Janelas ao sul é um disco instrumental liberto de uma estética unicamente regionalista dialogando com diferentes formações, dando assim a liberdade para que cada composição tenha sua própria característica.

O disco traz sete temas inéditos e três releituras de antigas composições. As músicas são todas autorais, exceto as faixas “ Novos Rumos”, em parceria com Rodrigo Maia, “Boa viagem”  de autoria de Arismar do Espírito Santo e “Vanerão Arranca toco” de Bebê Kramer.

A maior abrangência musical é adquirida com a colaboração de conceituados músicos gaúchos, são eles: Vagner Cunha, Paulinho Fagundes, Ricardo Arenhaldt, Giovani Berti e Rodrigo Maia e ainda com a participação especial de Arismar do Espírito Santo e Bebê Kramer.

Janelas ao Sul  forma um elo entre a música regional rio-grandense e a do resto do mundo, fazendo assim uma fusão em perfeita sintonia.

 

Apresentação:

O Luciano é um escândalo no maior bom sentido da palavra. Um acordeonista sem qualquer limitação técnica e com um conhecimento profundo da música, e em especial, a música do sul do nosso Brasil.

Intrumentista, produtor, compositor e arranjador, ele vem realizando uma carreira sólida,  simplesmente seguindo o caminho que sua musicalidade lhe  indica, colocando um tijolo após o outro na edificação de uma carreira cada vez mais bonita onde a tradição a técnica e o conhecimento estão sempre a serviço da música.

Aqui vai mais um cd bonito do Luciano, com muita música linda, tocada com esmero. De todas as faixas, uma das minhas favoritas é a Minha Flor.

Escolha a sua também, mas aqui vai um aviso: não vai ser tarefa fácil eleger somente uma em meio a tanta coisa bonita.

Parabéns meu querido amigo Luciano e sucesso sempre.
Toninho Ferragutti

Baita parceiro esse Luciano! Gaiteiro de mão cheia, lembra mestre Chiquinho do Acordeon, toca , compõe e arranja com alma de trovador. Salve os sons!
Arismar do Espírito Santo.

Direção e Produção Musical:Luciano Maia
Produção executiva: Thaís Machado(Maia produções)
Estúdios de gravação: Da Capo estúdio e Transcedental (Cordas)
Técnicos de captação: Hilton Vaccari (Da Capo) e LéoBracht (Transcedental)
Mixagem: Rodrigo Reinheimer
Masterização:Marcos Abreu
Fotos:Eduardo Rocha
Local das fotos: El Tonel Parrilla
Arte:Visual agência

1 Janelas ao sul – Milonga
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia
violão:Paulinho Fagundes
percussão:Giovani Berti

2 Novos rumos – chacarera
(Luciano Maia/Rodrigo Maia)
acordeon:Luciano Maia
Músico convidado
baixo acústico:Rodrigo Maia

3 Sincera – valsa
(Luciano Maia)
acordeon solo e improviso:Luciano Maia

4 Pra onde o sul nos carregue – rasguido
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia
violão:Paulinho Fagundes
baixo:Rodrigo Maia
percussão:Giovani Berti
Violino: Vagner Cunha

5 Minha flor – chamamé
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia
baixo acústico:Rodrigo Maia
Músico convidado
cordas e arranjo de cordas:Vagner Cunha

6  Vanerão Arranca toco – vanerão
(Bebê Kramer)
acordeon:Luciano Maia (direita)
Participação especial
Acordeon:Bebê Kramer (esquerda)

7 Sem querer – chacarera
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia

8 Fogo de palha – vaneirão
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia
Musico convidado
Pandeiro:Ricardo Arenhaldt

9 Boa viagem – Canção
(Arismar do Espírito Santo)
acordeon: Luciano Maia
Participação especial
Violão 7 cordas :Arismar do Espírito Santo

10 Que encrenca! – baião/samba
(Luciano Maia)
acordeon:Luciano Maia
baixo:Rodrigo Maia
percussão:Giovani Berti
Músico convidado
violão:Paulinho Fagundes

 

A gaita do Rio Grande – 2014

O álbum ‘’A gaita do Rio Grande’’ é a primeira etapa de um projeto de resgate da obra de grandes Mestres do acordeom gaúcho pelo conceituado e premiado instrumentista e compositor Luciano Maia. Valorizando as obras do cancioneiro gaúcho, compostas a partir do instrumento símbolo do Estado, Maia pretende enaltecer a verdadeira identidade da cultura regional e trazer à contemporaneidade canções que representam a alma do Rio Grande do Sul.

O álbum com lançamento pela gravadora ACIT traz em seu repertório músicas de Albino Manique, Edson Dutra, Adelar Bertussi, Honeyde Bertussi, Luiz Carlos Borges, Beto Caetano e ainda músicas inéditas do próprio Luciano Maia, compostas especialmente para este trabalho.  Os músicos convidados para o CD foram Matheus Alves e Ricardo Arenhaldt com produção musical assinada pelo próprio Maia com mixagem de Saul Jones da Audio Laser e masterização de Carlinhos Weiss.

01. Madrugada – Vanera
02. Sentimento de Gaiteiro – Milonga
03. De Véio pra Véio – Vanerão
04. Chote Macanudo – Chote
05. Baile de Candeeiro – Rancheira
06. A Gaita do Rio Grande – Vanerão
07. Campo Aberto – Vanera
08. Talho da Tramontina – Chamarra
09. Lágrimas – Valsa
10. Canção ao mundo novo – Canção
11. Oh! De Casa / Cancioneiro das Coxilhas

Cordeona-me – 2012

O poeta Gujo Teixeira e o cantor, gaiteiro  e compositor Luciano Maia, apresentam ao público seu projeto: ”Cordeona-me”. O CD reúne uma seleção das composições que a dupla apresentou nos festivais nativistas nos últimos três anos, trazendo a temática do cotidiano da vida no campo em elaboradas melodias e arranjos. Jairo “Lambari” Fernandes, André Teixeira, César Oliveira, Rogério Melo, Luiz Carlos Borges,Gustavo Teixeira, Ângelo Franco, Marcello Caminha e Neto Fagundes emprestam seu talento ao projeto como convidados especiais.

O texto de apresentação é de Neto Fagundes e todas as composições são da dupla, exceto “Quando o verso vem pras casa”, sucesso do poeta em parceria com Luiz Marenco, que nesta nova versão  tem a participação de Marcello Caminha e Rogério Melo.

“Cordeona-me”  foi gravado, em sua grande maioria, no estúdio do próprio Luciano Maia que ainda assinou a produção musical. As fotos são de Eduardo Rocha e o projeto gráfico da Visual Agência. Fica o destaque para a foto de capa onde em alusão ao título do disco, o poeta com uma máquina de escrever imita o movimento do acordeom, retratando desta forma a interação da sua poesia com a música.

O produtor fonográfico é Luna Soluções Culturais.

Cordeona-me
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
O Amor Adoça o Silêncio – Participação Gujo Teixeira
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Estampa antiga
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Pra te “fazê” uma visita – Participação Neto Fagundes
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Alumbramento
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Alma de vento e assobio – Participação André Teixeira
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Pra poncho que topa vento
(Gujo Teixeira e Luciano Maia)
Teu amor chegou um dia – Participação Jairo Lambari
(Gujo Teixeira, Luciano Maia e Jairo ‘Lambari’ Fernandes)

Talareando – 2011

Talareando significa cantarolar, cantar baixo. Assim, Luciano Maia descreve sua maneira de cantar, suave, baixo, mas com a força do coração. Este é o primeiro trabalho que Luciano canta em todas as faixas, apresentando músicas  inéditas de sua autoria em parceria com grandes poetas,  inclusive  duas delas vencedoras de festivais, “Meu Chasque não tem Floreio” venceu a 17ª Estância da Canção Gaúcha de São Gabriel e “A distância é um Trote Largo” venceu o 2º Festival César Passarinho de Caxias do Sul.  E para realçar ainda mais o trabalho do artista, participações especiais de Luiz Carlos Borges na faixa “Causo de Tropa”, Rogério Melo recita na faixa “Jeito de Fronteira e André Oliveira recita na música “Meu Chasque não tem Floreio, que também é de sua autoria juntamente com Luciano. Talareando é um CD bem fundamentado, com bons instrumentistas, arranjos e melodias especialmente elaboradas e com letras que falam da visão do homem do campo e valoriza a diversidade de ritmos. Confira este CD, que mostra toda a versatilidade desse artista!

1-Pra te “fazê”uma visita-(chote)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
2-Meu chasque não tem floreio-(chamarra)
 (Luciano Maia/André Oliveira)
3-O dia em que o luar se foi-(chamamé)
 (Luciano Maia/Hélvio Casalinho/Márcio Nunes Corrêa)
4-Talareando-(chamarrita)
(Luciano Maia/Zeca Alves)
5-Pra poncho que topa vento-(chamarra)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
6-Causo de tropa-(milongão)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
7-Jeito de fronteira-(vaneira)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
8-Cruzando o agosto-(polca)
(Luciano Maia/Xirú Antunes)
9-A distancia é um trote largo-(milonga)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
10-O homem das tropas-(chamarrita)
(Luciano Maia/Xirú Antunes)
11-Teu olhar foi um balaço-(rancheira)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)
12-Um dia de luz-(chamarrita)
(Luciano Maia/Gujo Teixeira)

Encomenda – 2009

O CD “Encomenda” marca uma nova fase na carreira deste virtuoso instrumentista e apresenta uma faceta até então desconhecida do grande público:  a de cantor. Luciano interpreta várias faixas do disco – algumas em dueto com André Teixeira, integrante do Quarteto Riograndense, que a partir de agora acompanha Luciano em seus shows. O álbum tem doze temas, sendo seis instrumentais e seis cantados. Este é, sem dúvida, um dos trabalhos mais autorais de Luciano, que o produziu e compôs todas as melodias. As letras são fruto de parcerias com compositores consagrados como Gujo Teixeira, Anomar Danúbio Vieira, Alex Silveira e Gaspar Machado. “Encomenda”, aliás, foi a última letra escrita por Gaspar Machado em vida. O CD conta também com a participação de César Oliveira e Rogério Melo, na música “Retrato de Pampa e Invernada”, uma das únicas regravações do CD, que é em sua maioria composto de temas  inéditos. Luciano Maia reafirma, em “Encomenda”, sua identificação com o regionalismo e produz uma sonoridade bastante terrunha, porém mais acessível ao público, sem com isso comprometer o bom gosto, a técnica e a execução musical que o fizeram ser considerado um dos mais representativos músicos do cenário gaúcho e brasileiro na atualidade.

1- Encomenda – Chamarra (Luciano Maia / Gaspar Machado)
2- Encilhando – Polca (Luciano Maia)
3- Descendência -  Polca (Luciano Maia / Alex Silveira)
4- Velho Paisano – Chamamé (Luciano Maia)
5- Retrato De Pampa E Invernada – Rasguido (Luciano Maia / Rogério Melo / Anomar Danúbio Vieira)
6- Mascando O Freio – Polca (Luciano Maia / Alex Silveira)
7- Cordeona-Renasço Em Ti – Rasguido (Luciano Maia / Gujo Teixeira)
8- Pampeano – Chamamé (Luciano Maia)
9- Meu Tempo É O Hoje Dos Campos – Chamamé (Luciano Maia /  Gujo Teixeira)
10- Tarumã – Rasguido (Luciano Maia) 11- Renascimento – Chamamé (Luciano Maia / Alex Silveira)
12- Águas Claras – Chamamé (Luciano Maia)

Cruzando a pampa – 2007

Considerado por críticos e músicos um dos mais representativos acordeonistas brasileiros da nova geração, o gaúcho Luciano Maia dá continuidade à sua impecável discografia com o Cd Cruzando a Pampa, seu quarto disco solo. “Cruzando a Pampa representa uma nova fase musical, como artista e pessoa. Busquei demonstrar toda experiência que adquiri trabalhando com inúmeros artistas, produtores e arranjadores, em diversos palcos de festivais e estúdios do sul do país,” diz Luciano.

Dono de um estilo próprio e raro, Maia tem o poder de transformar suas canções em clássicos – qualidade própria dos grandes instrumentistas. Chama a atenção sua capacidade de transitar com facilidade entre o Chamamé, a Milonga, a Chacarera e a Polca, além de eruditos e populares, não se limitando ao rótulo de acordeonista de um só gênero.

Apesar de ter seu nome ligado à nova geração da música regional gaúcha, Luciano conta com um currículo sólido. Nomes como Luiz Carlos Borges, Edson Dutra, César Oliveira e Rogério Melo, Renato Borghetti, Neto Fagundes, Elton Saldanha, Gaúcho da Fronteira, Joca Martins, Luís Marenco, Dominguinhos, Hermeto Pascoal, entre outros, integram sua história musical.

Cruzando a Pampa tem a produção musical de Luciano Maia. Destaca-se uma linguagem mais campeira em relação aos seus outros trabalhos, o novo Cd retrata o que tem de mais puro na arte gaúcha. Sete, das doze músicas, Maia compôs, dentre elas uma em parceria com Rodrigo Maia, apresenta também uma composição do violonista Fabrício Harden, e as demais foram trazidas de grandes mestres como Albino Manique, Oscar Soares, Luiz Carlos Borges, Oscar dos Reis e do Argentino Tránsito Cocomarola.
O novo disco conta com a participação dos músicos Ernesto Fagundes na composição Novos Rumos e “Nenê do Pandeiro” em Cruzando a Pampa. “As participações especiais foram escolhidas não só pelo talento e pela importância destes músicos na cultura gaúcha, mas também pela grande amizade que tenho com Ernesto e Rogério”, comenta Luciano.

Cruzando a Pampa foi gravado em maio de 2007 no estúdio Áudio Laser Sound Design e lançado pela gravadora USA Discos. Participam do Cd Márcio Rosado no violão, Rodrigo Maia no contrabaixo e Ricardo Arenhaldt na percussão.

Luciano Maia dá um belo exemplo que a musica regional gaúcha não pára no tempo e mostra que seu nome está definitivamente ligado aos grandes músicos preocupados com a qualidade da produção musical.

Milena Dugacsek – jornalista

1- Fincando o Garrão (polca)
(Luciano Maia)
2- Janelas ao sul (milonga)
(Luciano Maia)
3- Cruzando a pampa (chamamé)
(Luciano Maia)
4- Bela e atrevida (milonga)
(Albino Manique e Oscar Soares)
5- Coisa nossa (chamamé)
(Luciano Maia)
6- Milongão em Dó menor (milonga)
(Luciano Maia)
7- De Véio pra Véio (vaneira)
(Luiz Carlos Borges)
8- Novos Rumos (chacarera)
(Luciano Maia /Rodrigo Maia)
9- Gauchona (polca)
(Fabrício Harden)
10- Sonho novo (chamamé)
(Luciano Maia)
11- Km 11 (chamamé)
(Tránsito Cocomarola)
12- Milonga del Che (milonga)
(Oscar dos Reis)

Minha Querência – 2002 

Em 2001, também no estúdio Luvi em Pelotas com lançamento pela Gravadora Acit, foi gravado o Cd Minha Querência que conta com a participação dos músicos: Negrinho Martins , Jucá de Leon, e Leonardo Oxley. E ainda, Xirú Antunes recita versos nas músicas “Minha Querência” e “Chuva Mansa”.
Luís Carlos Borges presenteou Luciano com uma participação especial no chamamé ” Coração Chamameceiro”.
A apresentação deste trabalho é de Raul Barboza. A produção é de Luciano Maia em parceria com Negrinho Martins.

O repertório traz:

1- Com toda a força ( Luciano Maia)
2- Flor nativa ( Edon Dutra / Ênio Rodrigues)
3- Para amar ( Luciano Maia)
4- De piquete em piquete ( Daniel Hack / Luciano Maia)
5- Com alma de Don Raul ( Luciano Maia)
6- Minha querência ( Gilda Souza Soares)
7- Milongão de campo ( Luciano Maia)
8- Cavalo de botequim ( Daniel Hack)
9- Nocturna ( Julian Plaza)
10- Chuva mansa ( Luciano Maia / Marco Antônio Xirú Antunes)
11- Valsa triste ( Luciano Maia)
12- Coração chamameceiro ( Luciano Maia)
13- O vôo do besouro ( Rimsky Kórsakov)

Apresentação

“Escuchando el CD de Luciano Maia me encontré con un músico de una gran calidad artística. Luciano Maia me ha sorprendido no solo como un excelente instrumentista, sino también como un músico que logra enriquecer su trabajo dosificando los matices y los cambios tonales, guardando en todo momento el sabor de la música gaúcha, en permanente evolución.
Felicito a Luciano Maia y a sus colegas, deseándoles el mejor de los sucesos.”

Raul Barboza

Sonho Novo – 1998

Gravado em 1998 no estúdio Luvi em Pelotas -RS, com a produção de Luciano Maia e Negrinho Martins e direção musical de Luciano Maia, O Cd sonho Novo foi o Primeiro trabalho de Luciano, sendo este lançado pela gravadora ACIT. Este Cd conta com a participação especial de Edson Dutra do grupo “Os Serranos”, que também fez a apresentação deste trabalho.

O Cd traz no repertório:

1 – No meu tranco (Luciano Maia)
2 – Silueta Porteña ( Orlan Daniel/ Ernesto Noly)
3 – Sonho Novo ( Luciano Maia)
4 – Virando os Arreios ( Luciano Maia)
5 – Pampa e Milonga ( Albino Manique)
6 – Talho da Tramontina ( Edson Dutra / Amaro Peres)
7 – La Puñalada ( Quintin Castelhanos / Celedônio Flores)
8- Lágrimas ( Luciano Maia)
9- De Toma e Toma ( Luciano Maia)
10 -Trem expresso ( Raul Barboza)
11 – Chote da Parceria ( Luciano Maia / Edson Dutra)

Apresentação: Surpresa Agradável

Foi desta forma que recebi o convite de Luciano Maia para tomar parte em seu primeiro CD. Juntos compusemos que selou nossa amizade, permitindo que o recebesse em minha casa e viesse a conhecê-lo melhor. Trata-se de um jovem educado de boa formação familiar e de uma ótima intuição musical. Seu disco tem variado repertório, ora enfocando temas bem gaúchos como : No meu tranco, Virando os arreios e outros, ora valorizando temas do Prata:

A famosa La Puñalada, Silueta Potreña e até o Trem Expresso, do mestre Raulito Barboza, notando-se o capricho nos arranjos e inovação de harmonia.
Para concluir, recomendo ao público em geral e a quem gosta de gaita bem tocada o CD do Luciano Maia.
Vale a pena ouvir e conferir este trabalho, o Luciano está brilhante em sua execução e eu diria até atrevido para um guri de 19 anos. Por exemplos como esse é que a nossa música gaúcha continuará resistindo aos desafios que diariamente lhe são impostos.
Parabéns amigo Luciano e obrigado pelo talho da Tramontina e pelo Chote da Parceria.

Edson Dutra “Os Serranos”